• espetáculos • workshops

  • debates • vídeo-dança

  • mostra de novos coreógrafos

  • intérpretes-criadores • performers

Abrir espaço para o acontecimento e gerar tempo para o pensamento, para o sentir, conectar! Uma conexão mais real que virtual.

ORGÂNICA:

Porque passa pela pele, ossos, músculos.

REFLEXIVA:

Porque instiga o olhar pensante e o pensar criativo.

Neste espaço-tempo possível, a fluência de nossos afetos se intercruza com as interferências da cidade, da cultura, da atualidade. E com o corpo carregado de memória transitamos e dançamos a cidade carregada de história!

A
MOSTRA

O atravessamento e o diálogo são a coluna vertebral desta Mostra que propõe expor as artes do corpo em movimento, seus afetos e sua potência.

Erudito E popular, conhecido E anônimo, devoto E ateu, masculino, feminino E indefinido: este será o corpo cênico que se pretende ver, ouvir, sentir e, quem sabe, compreender.

Ou que não se compreenda mas aceite, que não se identifique mas conheça, que não se defina mas aconteça!

  • Serão selecionados 6 trabalhos de novos coreógrafos, solos, duos, até quintetos, (4 obrigatoriamente mogianos) com remuneração de R$ 500,00;
  • 6 trabalhos, (idem) selecionados, sem remuneração;
  • lista de suplentes;
  • 4 workshops mediante inscrições prévias;
  • Uma palestra seguida de debate para a reflexão de "O Que é um corpo contemporâneo?";
  • vídeo-dança para uma Mostra virtual durante o mês de agosto (sem remuneração). Para que o atravessamento aconteça também dentro das casas... Envie seu vídeo!

    Ecoar e reverberar para continuar e ampliar.
                                A Segunda Mostra já está nos chamando!

O PORQUÊ

Estamos num tempo de urgências de aprofundar o conhecimento. A diversidade de valores não pode ser uma carência na sociedade contemporânea e sim sua característica mais positiva e pontual. Portanto a proposta de um momento de acolher ao invés de rotular, de partilhar ao invés de competir, de dar acessibilidade ao invés de setorizar, de atualizar ao invés de engessar, de expor o potencial artístico criativo, curador, periférico.

Ir ao encontro de...
Promover o atravessamento!

tanto espetáculos de companhias estáveis que já tem estradas e tempos trilhados quanto artistas novatos e estreantes.

além do assistir será oferecido o fazer e o pensar. Dois workshops de puro movimento e uma palestra seguida de debate de ideias.

corpo e movimento debate e pensamento expressão e manifesto.

Para que se entenda e vivencie que a potência do corpo pode ser imanente a todos.

INSCRIÇÕES Confira o edital de chamamento aqui

Como Participar: Faça seu cadastro e envie seu projeto coreográfico ou performático com vídeo preenchendo o formulário abaixo:

Já possui cadastro: Faça o login com o seu CPF e senha cadastrados:

A concepção e realização deste projeto nasceu da parceria entre dois profissionais atuantes nos distritos de Brás Cubas e Jundiapeba, absolutamente afastados do centro dos acontecimentos culturais da cidade de Mogi das Cruzes. Porém, imediatamente conectados pelo modo de pensar o corpo e produzir a diferença!

O que lhes é oposto ou diverso, os une ainda mais. Assim, os vinte anos de vida do jovem bailarino, pesquisador e produtor Ítalo Leal encontraram os vinte anos de carreira da bailarina, eutonista e produtora Fernanda Moretti. Sobretudo, um encontro de gerações! Energia e inquietude de mãos dadas com a experiência e serenidade. Parceria plena.

Fernanda Moretti
produção

Bailarina, eutonista, Mestra em Artes pela USP, produtora cultural há vinte anos e ex-professora da Faculdade de Artes Cênicas da ECA-USP.

Ítalo Leal
produção e curadoria

Bailarino e pesquisador formado pelo Curso Técnico em Dança da Escola Técnica de Artes do Estado de São Paulo, produtor cultural graduando em Administração na UMC.

Henrique Rochelle
crítico e pesquisador

Crítico e pesquisador de dança, membro da APCA. Doutor em Artes da Cena (Unicamp /Université Paris 8), Pós-Doutorando na ECA/USP e autor dos sites “Da Quarta Parede” e “Criticatividade”.

Danielle Bittencourt
curadoria

Bailarina formada em Dança pela Faculdade Paulista de Artes – FPA, professora registrada pela Royal Academy of London – RAD e Mestra em Engenharia Biomédica na UMC.

Robson Lourenço
curadoria

Atuou durante quinze anos como bailarino solista do Balé da Cidade de São Paulo, Doutor em Artes da Cena pela UNICAMP e professor da Universidade Anhembi-Morumbi nos Cursos de Teatro e Dança.

A integração do saber erudito com o fazer popular,
urbano e engajado!

PROGRAMAÇÃO

Produção

Apoio

 

Financiamento*

* Projeto financiado pela Prefeitura de Mogi das Cruzes por meio do Programa de Fomento Arte e Cultura de Mogi das Cruzes Lei nº 7.222/2016 - Projeto Aprovado nº 2017.007-2.2